A arte do Crochê

Uma habilidade de gerações

O crochê tem tido uma surpreendente volta ao mercado nos últimos anos. Produtos como saída de praia e croppeds estão em alta como nunca, e as pessoas tem pagado um pouco mais caro para ter um produto diferenciado. Pra falar a verdade é uma surpresa boa pras pessoas que sempre mexeram com artesanato ver os produtos manuais sendo um poucos mais reconhecidos.

O problema do artesanato e do crochê sempre foi a demanda e como pessoas não tinham interesse em comprar, o preço abaixava. Acabava que eram poucas pessoas que conseguiam lucrar alto com crochê, estas que já tinham clientela fixa e já faziam peças vendidas. Para o iniciante ou para a pessoa que não tem nome já era um problema, já que o valor de venda não pagava o tempo de produção do produto mais o tempo que você fica sem receber encomendas. Logo vemos que viver de crochê poderia ser um problema, mas isso mudou.

As demanda aumentou muito assim como o preço de venda, e abriu um “novo” mercado de produtos artesanais no Brasil. Com isso tenho visto uma leva de produtos manuais sendo vendidos também em feiras e na internet à fim de levar o negócio a outro patamar.

Falar em internet, nós podemos ver um conflito na profissão logo de cara. O crochê é uma habilidade normalmente passada pelos nossos avós, ou pais. Hoje quem pratica na maioria são pessoas que já não são mais jovens e muitos não tem noção do que o poder que a internet tem hoje em dia para aumentar as vendas. Então é dificil colocar na cabeça a importância, mas assim que desvendado é um novo mercado. Para você ter uma noção acredito ser de tanta importância quanto a habilidade em produzir os items. Não adianta conseguir fazer as mais belas peças se não conseguir vender. Lembre-se que a venda é uma grande parte do seu negócio.

Só uma página no Facebook e no Instagram já pode te render dezenas de vendas sem fazer esforço, o que já te mostra o novo jeito de fazer marketing. Deixe as pessoas virem até você em vez de bater porta a porta oferecendo o seu produto.

A empresa é sua

Sim, se você está trabalhando com produção e vendas você tem um negócio como autônomo, e é sempre bom encarar essa profissão como um negócio, pois te renderá uma mentalidade muito mais preparada para lidar com situações corriqueiras.

Portanto, fiquem atentas nesse mercado que está voltando a dar frutos e já tem gente lucrando bem alto com eles, recentemente eu vi um site que ensina pessoas que querem aprender a fazer crochê e achei fantástico o jeito o que eles abordam o tema.